Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Congresso UDOP: Sala Tendências - O Futuro da Bioenergia discutirá usinas flex; futuro do biogás/biometano; etanol de milho e mobilidade sustentável de baixo carbono
Publicado em 01/07/2022 às 08h52
Foto Notícia
A Sala Tendências -- O Futuro da Bioenergia é uma das 12 salas temáticas do 15º Congresso Nacional da Bioenergia que a UDOP promove na próxima semana nos dias 6 e 7 de julho, no Campus da UNIP, em Araçatuba/SP. Dentre os temas que serão abordados na sala estão: Futuro das Usinas Flex - Viabilidade Econômica; Futuro do Biogás/Biometano; Futuro do Etanol de Milho e Cana-de-Açúcar; Mobilidade Sustentável de Baixo Carbono e o Papel da Bioenergia. Veja a programação completa da sala aqui.

Garanta uma das últimas vagas no Congresso aqui.

A programação da Sala Tendências -- O Futuro da Bioenergia começa com o painel "Futuro das Usinas Flex - Viabilidade Econômica", com moderação de Silvio César Pereira Rangel, Presidente - Sindálcool (MT). O painel começa com a Palestra: Principais Componentes para Viabilidade Econômica das Usinas Flex, com Mariana Freitas, Gerente Comercial América Latina - Fluid Quip Technologies. O painel terá sequência com um debate sobre o tema central com a participação de Alfredo Scholl, Diretor Presidente -- Usimat; Renato Henrique Pretti, Diretor de Novos Negócios e Planejamento Estratégico -- Cerradinho.

O segundo painel da sala tem como tema central: "Futuro do Biogás/Biometano", com moderação de Alessandro Gardemann, Presidente -- Abiogás. O painel começa com a Palestra: Biogás e Biometano: Oportunidades e Desafios, com Débora Cardoso Vieira Oliver, COO - Raízen Geo Biogás; e um debate com a participação de: José Arimatea de Angelo Calsaverini, Presidente do Conselho de Administração -- uisa; Paulo Adalberto Zanetti, CEO -- Cocal.

Após o almoço os participantes participam do painel magno com o tema: Energia do Futuro -- Visão dos Diferentes Elos. O painel magno terá uma palestra com o Presidente Fundador da Consultoria Datagro, Plínio Nastari; seguida de um debate com as presenças já confirmadas de: Alessandro Gardemann, Presidente -- Abiogás; Amaury Pekelman, Presidente -- UDOP; Arnaldo Jardim, Deputado Federal - Presidente da Frente pela Valorização do Setor Sucroenergético - Câmara dos Deputados; Francisco Matturro, Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo; Hugo Cagno Filho, Diretor Executivo - Usina Vertente; Itamar Borges, Deputado Estadual - Presidente da Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista -- Alesp; Luis Fernando Dagnone Cassinelli, Coordenador de Área - BIOEN/Fapesp; Mário Campos, Presidente - Fórum Nacional Sucroenergético; e Plínio Nastari, Presidente/Fundador - Consultoria Datagro.

O quinto painel terá como tema central: "Futuro do Etanol de Milho e Cana-de-Açúcar", com moderação de Lhais Sparvoli, Diretora Executiva do Sindalcool/MT. O painel começa com as Perspectivas tecnológicas para a cana-de-açúcar, por Walter Maccheroni Jr., Gerente de Inovação - São Martinho; na sequência teremos as Perspectivas tecnológicas para o milho, com Cleiton Gauer, Superintendente -- Imea; seguida do tema: Produtividade: fator crítico para competitividade da cana-de-açúcar, com Débora da Costa Simões, Diretora de Estratégia e Soluções -- Agroconsult.

O último painel da sala terá como tema central: "Mobilidade Sustentável de Baixo Carbono e o Papel da Bioenergia", com moderação de Cid Caldas, Coordenação Geral de Cana-de-açúcar e Agroenergia CGAE - Ministério da Agricultura -- MAPA. O painel começa com a palestra: Programa Combustível do Futuro e a mobilidade de baixo carbono, com Fábio da Silva Vinhado, Diretor do Departamento de Biocombustíveis - Ministério de Minas e Energia; seguida do tema: "Rota 2030", com Thomas Caldellas, Coordenador de Regimes Automotivo - Ministério da Economia; e uma palestra com o tema "Abordagem do poço-a-roda na mobilidade sustentável de baixo carbono", com Ricardo Simões de Abreu, Consultor em Mobilidade Sustentável -- ÚNICA.

Sobre o Congresso

Após dois anos sendo realizado em formato virtual, devido à pandemia da Covid-19, o Maior Congresso Técnico do Setor da Bioenergia do Brasil retorna ao seu formato presencial este ano com a expectativa de receber mais de 1.500 congressistas nos dias 6 e 7 de julho no Campus da UNIP, em Araçatuba/SP.

Este ano o Congresso terá mais de 120 horas de conteúdo dividido em 80 painéis distribuídos em 12 salas temáticas e um Painel Magno. Serão, ao todo, cerca de 250 palestrantes, debatedores e moderadores e dois dias do melhor networking do setor bioenergético. A programação do Congresso UDOP está disponível aqui.

As 12 salas temáticas do Congresso estão divididas nas áreas: Agronômica (com duas salas); Comunicação e Marketing; Gestão Estratégia de Negócios; Industrial; Inteligência de Mercado; Mecanização/Automotiva; Meio Ambiente e Sustentabilidade; Segurança e Bem-Estar no Trabalho; Supply Chain; Tecnologia da Informação; e Tendências - O futuro da Bioenergia. Além destas salas, o evento contará, ainda, com um painel magno com o tema: Energia do Futuro -- Visão dos Diferentes Elos.

Últimas vagas

Corra e garanta sua vaga. Associadas UDOP têm direito a 20 inscrições gratuitas cada. Descontos especiais para associados às entidades e sindicatos de Apoio Institucional. Faça sua inscrição aqui.

Apoio Cultural

Neste ano o evento conta com apoio cultural das empresas:

Apoio Especial:

KPMG;

Apoio Ouro:

AGTech; Basf; Corteva; FMC; Grunner; Ihara; Koppert; Randon Megatec; Ourofino; Serquímica; Syngenta e UPL.

Apoio Prata:

Agro Biológica; Case IH; GAtec e Volvo.

Apoio Bronze:

Bayer; FMX; Greennhas; TechFertil; TMA; Ubyfol e Vertti.


Serviço

15º Congresso Nacional da Bioenergia
Data: 6 e 7 de julho de 2022 - PRESENCIAL
Local: UNIP - Universidade Paulista - Campus Araçatuba
Inscrições: clique aqui.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas