Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Projeto que reduz ICMS dos combustíveis pressiona mercado global de açúcar que fecha em baixa
Publicado em 27/05/2022 às 07h56
Foto Notícia
O projeto aprovado pela Câmara dos Deputados no Brasil que reduziria a alíquota de ICMS sobre os combustíveis, numa tentativa do governo de frear e até reduzir o preço da gasolina, derrubou as cotações do açúcar nos mercados internacionais nesta quinta-feira (26). Isso porque, segundo analistas ouvidos pela Reuters, "a queda dos preços do setor de combustíveis tenderia a levar as usinas de cana no Brasil a aumentar a produção de açúcar às custas do etanol".

Durante a sessão desta quinta na ICE Futures de Nova York, o açúcar bruto, vencimento julho/22 chegou a atingir uma mínima de quase duas semanas, sendo negociado a 19,27 centavos de dólar por libra-peso, mas se recuperou um pouco ao longo do dia e terminou cotado a 19,54 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 14 pontos, ou 0,7%, no comparativo com os preços do dia anterior.

Ainda segundo a Reuters, negociantes citados falam que o Brasil se move para cortar o ICMS em uma tentativa de baixar os preços da gasolina. Isso pesaria nos preços do etanol e, por sua vez, do açúcar, pois a produção do adoçante aumentaria.

"A Câmara dos Deputados aprovou na noite de quarta-feira proposta que limita a alíquota do imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS) que incide sobre combustíveis, energia elétrica, gás natural, comunicações e transporte coletivo, e a medida será agora analisada pelo Senado", disseram os analistas ouvidos pela Agência Internacional de Notícias.

Açúcar branco

Em Londres, na ICE Future Europe, a quinta-feira foi de alta nas cotações do açúcar branco apenas no primeiro lote (agosto/22), com a tonelada negociada a US$ 565,40, valorização de 1,50 dólar, ou 0,3%, no comparativo com os preços de quarta-feira. Os demais contratos caíram entre 20 cents e 3,20 dólares.

Mercado doméstico

No mercado interno o Indicador Cepea/Esalq, da USP, para o açúcar cristal fechou no vermelho nesta quinta, com a saca de 50 quilos negociada a R$ 130,79 contra R$ 131,88 da véspera, recuo de 0,83% no comparativo entre as datas.

Etanol hidratado

Já o etanol hidratado medido pelo Indicador Diário Paulínia caiu 1,85% nesta quinta-feira, somando perda de mais de 3% em apenas dois dias. Ontem, o biocombustível foi negociado pelas usinas a R$ 3.270,00 o m³, contra R$ 3.331,50 o m³ da véspera. No mês o indicador já soma perdas de 5,44%.
Rogerio Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas