Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Quedas diárias do hidratado nas distribuidoras confirmaram recuo semanal dos preços nas usinas
Publicado em 26/07/2021 às 08h06
Foto Notícia
O etanol hidratado caiu diariamente nesta semana nas distribuidoras baseadas em Paulínia (SP) e apontava para a perda de fôlego nas usinas.

O Cepea confirmou o recuo nas origens em 1,69%, com o litro a R$ 2,9116, depois de três semanas seguidas de alta, apesar dos temores sobre a produção de cana depois das geadas do final de junho.

Como também de 19 a 23 de julho os combustíveis em geral ficaram estabilizados nos postos, segundo a ANP, com a gasolina e o etanol com ganhos residuais de 0,2% e 0,5%, fica o indicativo que o consumo foi mais devagar.

As distribuidoras acabaram, portanto, desovando os estoques depois das compras anteriores -- que sustentaram a valorização nas usinas desde o começo do mês.

E a expectativa de que a Petrobras (PETR4) elevasse a gasolina, quando o barril do petróleo passou dos US$ 76 (e depois recuou forte pelos temores de nova onda da covid pela variante Delta), não se concretizou, o que ajudou no menor ímpeto do hidratado na oferta de porta de fábrica.

O último aumento dado ao combustível fóssil foi no começo de julho, em 6%.
Giovanni Lorenzon
Fonte: Money Times
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas