Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Liderança: Ter líderes nas empresas é bom ou ruim?
Publicado em 14/07/2021 às 10h19
Foto Notícia
A liderança já vem com o indivíduo, isto é: É nata! Ou pode ser aprendida?

Esta é uma polêmica muito antiga, com defensores ferrenhos dos dois lados, por isso não vamos entrar nesse mérito.

A verdade é que existem indivíduos tidos como líderes natos, já nascem com um forte carisma, porém, nem sempre exercem positivamente essa liderança, enquanto outros que não possuem esse dom natural se compensam através de outros recursos, tais como: conhecimento; esforço; compreensão etc. e acabam sendo bem aceitos por seus comandados, tornam-se eficientes nas responsabilidades que lhe são atribuídas e ATINGEM AS METAS que lhes são propostas.

Mas para sermos mais objetivos, vamos analisar um conceito de liderança de James Hunter (que consta em seu livro "O Monge e o Executivo"), que tem sido mais aceito pelas empresas atualmente:

"LIDERANÇA É A HABILIDADE DE INFLUENCIAR PESSOAS PARA TRABALHAREM ENTUSIASTICAMENTE, VISANDO ATINGIR OS OBJETIVOS IDENTIFICADOS COMO SENDO PARA O BEM COMUM."

Esse conceito realmente parece muito bom e eficiente.

No entanto, o que aconteceria a uma empresa, se tivesse todos os profissionais de posto de comando com o perfil do líder nato e carismático, e por sua força de liderança, cada um conduzisse seus comandados segundo seus próprios princípios, e os levassem por direções antagônicas?

Será que isso seria bom para a empresa? Claro que não! Seria uma empresa com muitas lideranças, mas sem direção.

E se nos postos de comando tivessem líderes natos, ou mesmo sem carismas, mas que fossem treinados e capacitados para influenciar e conduzir pessoas, e as direcionassem para trabalhar motivadas, integradas, e dessa forma canalizassem seus esforços para atingir as metas em harmonia com as demais áreas?

Com certeza esse tipo de liderança seria muito mais eficiente! Não acham?

Então é interessante que se reveja o conceito sobre o que se deseja de um líder e o que fazer para formá-lo na empresa.


Pense nisso!

Até a próxima e muita paz!


Renato Fazzolari
Diretor Geral - AGRHO Recursos Humanos, Psicólogo Organizacional, Terapeuta Transpessoal, Professor Universitário (PUC) e Palestrante.
Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores, não representando,
necessariamente, a opinião e os valores defendidos pela UDOP.
Últimos Artigos
Foto Articulista
RENATO FAZZOLARI
Entendendo a pesquisa salarial
09/09/2021
Foto Articulista
RENATO FAZZOLARI
O bom ambiente de trabalho
30/08/2021
Foto Articulista
MARCOS FAVA NEVES
Apenas 530 Milhões de Toneladas?
17/08/2021