Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Lucro da Vale dispara a US$7,59 bi no 2º trimestre
Publicado em 29/07/2021 às 16h20
A mineradora Vale-1,98% registrou lucro líquido de 7,586 bilhões de dólares no segundo trimestre, ante 995 milhões de dólares um ano antes, com forte alta do preço do minério de ferro em meio a uma demanda firme da China, segundo relatório financeiro da companhia publicado nesta quarta-feira, 28.

O resultado, que ficou próximo da estimativa de analistas de 7,67 bilhões de dólares, segundo dados da Refinitiv, também cresceu ante o último trimestre, quando a empresa registrou 5,546 bilhões de dólares.

Encargos do impairment de ativos do negócio de carvão e provisão adicional relacionada à Fundação Renova, de 560 milhões de dólares, compensaram parcialmente os efeitos positivos.

Uma das maiores produtoras globais de minério de ferro, a empresa teve um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 11,038 bilhões de dólares entre abril e junho, ante 3,371 bilhões de dólares um ano antes.

A Vale destacou que a unidade de minerais ferrosos foi um dos principais fatores para o lucro, com o Ebitda ajustado do segmento somando 10,679 bilhões de dólares, 2,868 bilhões de dólares superior ao do primeiro trimestre, principalmente devido aos maiores preços de venda realizados e maiores volumes.

A receita de vendas da companhia somou 16,675 bilhões de dólares no segundo trimestre, mais que o dobro do registrado no mesmo período de 2020, de 7,518 bilhões de dólares.

A Vale produziu 75,7 milhões de toneladas de minério de ferro no segundo trimestre, alta de 12% ante o mesmo período do ano anterior, avançando em seu plano de retomada e estabilização operacional.

PREÇOS EM ALTA

O preço de finos de minério de ferro realizado da Vale no segundo trimestre totalizou 182,8 dólares por tonelada, um aumento de 27,3 dólares por tonelada versus o primeiro trimestre. No mesmo período do ano passado, o valor de realização da commodity da empresa ficou em 88,9 dólares/tonelada.

A mineradora destacou que a manutenção da "oferta restrita" de minério de ferro e uma atividade econômica "muito forte" da China mantiveram o mercado "sub ofertado", elevando os preços acima dos 200 dólares por tonelada.

No entanto, para o segundo semestre, a empresa prevê um aumento da oferta de minério, enquanto a demanda pode ser impactada por cortes de produção devido a restrições ambientais na China.

O investimento total foi de 1,139 bilhão de dólares no segundo trimestre, 130 milhões acima do trimestre anterior, devido à aceleração dos investimentos nos projetos de expansão da mina de Voisey´s Bay, da planta de energia solar do Sol do Cerrado e no Serra Sul 120 mil toneladas por ano.

A empresa gerou fluxo de caixa livre operacional de 6,527 bilhões de dólares entre abril e junho, ficando 680 milhões de dólares acima do trimestre anterior.

A empresa encerrou o trimestre com dívida bruta de 12,154 bilhões de dólares, em linha com o trimestre anterior. A dívida líquida totalizou 738 milhões de dólares negativos no mesmo período, com a dívida líquida expandida em 11,448 bilhões de dólares.
Fonte: Estadão
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas