Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Noite mais fria em 20 anos atinge em cheio canavial da principal região produtora de cana do País
Publicado em 20/07/2021 às 15h13
Foto Notícia
A região de Ribeirão Preto, maior região produtora de cana-de-açúcar do Brasil, registrou na madrugada desta terça-feira (20) a temperatura mais baixa das últimas duas décadas. Por volta de 4 horas da manhã, no aeroporto da cidade, os termômetros registraram a temperatura de 1º C, segundo levantamento da Somar Meteorologia. Em Pradópolis, às 5 horas da manhã, os termômetros registraram -1,4º C.

Em matéria veiculada pelo portal Notícias Agrícolas, o presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Preto, Paulo Junqueira Neto, destacou que várias regiões registraram geadas mais severas nesta madrugada.

"Essa é a quarta geada registrada na região neste ano e foi a mais severa. Ainda não fazemos ideia de como a soqueira [rebrota] da cana vai reagir com essa condição", disse Paulo Junqueira por telefone ao Notícias Agrícolas.

O mercado futuro do açúcar reagiu no início da sessão desta terça-feira, com o registro de até 2% de alta no início dos pregões. Os impactos das geadas, no entanto, só serão conhecidos nos próximos dias.

O professor doutor Pedro Henrique de Cerqueira Luz, da AgroPH confirmou o evento de algumas geadas em diversas regiões canavieiras nesta madrugada. Segundo o pesquisador, o fenômeno teve "diferentes intensidades e afetando canaviais em diferentes estados fenológicos".

Para auxiliar os profissionais das usinas no diagnóstico dos efeitos da geada, o professor Cerqueira Luz elaborou um material com sugestões de manejo pós-geada que você pode acessar aqui.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas