Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Brasil planta mais de 5 mi ha de soja em uma semana, mas segue o atraso, diz AgRural
Publicado em 26/10/2020 às 14h56
O plantio de soja no Brasil avançou 15 pontos percentuais em uma semana, ou cerca de 5,6 milhões de hectares, para 23% da área projetada para o pais em 2020/21, estimou nesta segunda-feira a AgRural, notando ainda atraso devido a um lento início por conta das chuvas irregulares.

Mais recentemente, as chuvas que chegaram ao Brasil deram fôlego extra ao plantio da safra, acrescentou a consultoria.

"Mesmo assim, ainda há atraso na comparação com o ano passado e a média de cinco anos", pontuou a AgRural.

O Estado que mais avançou no plantio foi o Paraná, que agora lidera entre os Estados, com 51% de sua área já semeada.

"Mas o Estado precisa de chuvas generalizadas nos próximos dias para assegurar boas condições de germinação e desenvolvimento inicial das lavouras", disse.

O plantio também avançou bem em Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Os três Estados ainda estão atrasados em relação ao ano passado, com destaque para Mato Grosso.

"Mas, com boas chuvas nos radares, espera-se que o ritmo das plantadeiras do Centro-Oeste aumente ainda mais nos próximos dias, disse a AgRural.


Milho

O plantio da primeira safra de milho da temporada 2020/21 chegou na quinta-feira a 46% da área estimada para o centro-sul do Brasil, contra 44% uma semana antes e 51% no mesmo período do ano passado.

Os trabalhos continuam concentrados nos três Estados do Sul, onde a semeadura caminha para a reta final.

"As lavouras se desenvolvem bem no Paraná, mas Rio Grande do Sul e Santa Catarina precisam de chuva com urgência para limitar a perda de potencial produtivo que já se percebe em áreas semeadas em agosto e setembro", disse.

Ao longo desta semana, chuvas são esperadas no Sul do país, com os maiores volumes projetados para o Rio Grande do Sul, segundo dados da Refinitiv.
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas