Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Mapas mostram sinais de mudanças no clima para a segunda quinzena de outubro com volta das chuvas para o Centro-Oeste e Sudeste
Publicado em 28/09/2020 às 17h12
Os mapas mais atualizados indicam que a semana será marcada por tempo seco e quente em boa parte do país. Apesar de algumas chuvas registradas no final de semana no Paraná, a tendência agora é que o tempo volte e ficar seco em todo o Brasil Central e com previsão de chuvas restritas ao Rio Grande do Sul.

Falando em chuvas, o modelo Cosmo do Inmet indica chuvas apenas para o sul do Brasil, confirmando a forte atuação do bloqueio de ar seco e quente. Segundo o modelo, o norte do Rio Grande do Sul pode receber chuvas entre 20 e 40 mm nas próximas 24 horas. Para o Paraná, Mamedes Luiz Melo - meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) destaca que podem acontecer chuvas pontuais no leste do Paraná e Santa Catarina.

O meteorologista destacou ainda que o bloqueio atmosférico deve começar a perder força a partir do dia 13 de outubro. "A gente está vendo que está mudando para melhor. Do dia 5 ao dia 13, vemos o cenário bem otimista, apesar de pouca chuva, para o Mato Grosso do Sul e do Paraná", comenta. Vale ressaltar que ainda não se trata do retorno efetivo das chuvas, mas os mapas já sinalizam a formação de um canal de umidade.


Temperaturas

Outra tendência para os próximos dias é a permanência de temperaturas elevadas em todo o país, sobretudo na região central. Os mapas de previsão estendida mostram que a partir do dia 4 de outubro, a tendência é de diminuição no calor intenso.

De acordo com os modelos de temperatura, o pico mais intenso de calor nesta semana deve acontecer na próxima terça-feira (29), com previsão de temperaturas entre 40ºC e 42ºC no norte do Mato Grosso do Sul, centro-leste do Mato Grosso e oeste de Goiás. As temperaturas também devem subir bastante para o oeste de São Paulo.

Já na quarta-feira, dia 30, o pico do calor deve atingir todas as regiões do Mato Grosso do Sul, com máximas de 42 graus. As previsões também chamam atenção para as condições do tempo para o Paraná, que além da estiagem, pode registrar temperaturas entre 38 e 40 graus, sobretudo no norte do estado.
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas