Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Unigel assume de fábricas de fertilizantes da Petrobras; reativará unidades em 2021
Publicado em 04/08/2020 às 15h44
O grupo do setor petroquímico Unigel assumiu a partir de terça-feira a responsabilidade por duas fábricas de fertilizantes nitrogenados na Bahia e no Sergipe, após os empreendimentos terem sido arrendados pela estatal Petrobras, que tem buscado focar negócios em ativos de petróleo.

A expectativa é que as unidades, conhecidas como Fafen, sejam reativadas a partir de janeiro de 2021 e gerem um faturamento anual de 2 bilhões de reais para a companhia, disse a Unigel em comunicado à imprensa.

A companhia disse ter investido 177 milhões de reais no arrendamento das fábricas por um período de 10 anos, que pode ser prorrogado por mais uma década. O acordo foi anunciado pela Petrobras em novembro do ano passado.

"Atualmente, no Brasil, não há produção de ureia nacional e é necessário importar cinco milhões e meio de toneladas deste produto. Portanto, a reativação das fábricas ajudará o país a economizar divisas, além de beneficiar a sociedade com a geração de empregos", defendeu o presidente da Unigel, Roberto Noronha Santos, em nota.

"A reabertura das fábricas vai aquecer a economia e suprir uma demanda importante de insumos para agricultura, pecuária e indústria nacional, que, hoje, depende da importação de outros países", acrescentou.

Localizada em Camaçari, a Fafen-BA tem capacidade de produzir 1.300 toneladas de ureia por dia, enquanto a Fafen-SE, em Laranjeiras, pode produzir 1.800 toneladas diárias de ureia. Ambas também comercializam amônia e gás carbônico.

O arrendamento das unidades veio em meio a um plano de desinvestimentos da Petrobras, que tem buscado reduzir dívidas e focar investimentos na exploração e produção de petróleo em águas profundas e ultra-profundas.

A Petrobras iniciou processo para arrendar as Fafens em janeiro do ano passado, com licitações em abril. Ambas as fábricas foram hibernadas durante as negociações.

A Unigel atua em químicos, petroquímicos, plásticos e fertilizantes, com produção de acrílicos e estirênicos e plantas nos estados de São Paulo (Cubatão, Guarujá e São José dos Campos) e Bahia (Camaçari e Candeias).
Luciano Costa
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.