Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Assembleia Legislativa de SP aprova antecipação de feriado de 9 de julho para 2ª-feira
Publicado em 22/05/2020 às 08h41
A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou na madrugada desta sexta-feira a antecipação do feriado estadual de 9 de julho para a próxima segunda-feira, medida proposta pelo governador João Doria (PSDB) para tentar aumentar as taxas de isolamento social e frear a propagação do Covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus.

O projeto foi aprovado pelos deputados estaduais por 47 votos a 5 e agora deverá ser sancionado por Doria.

O feriado antecipado de 9 de julho, quando se comemora a Revolução Constitucionalista em São Paulo, para segunda-feira se soma à antecipação dos feriados de Corpus Christi ---inicialmente previsto para 11 de junho--- e da Consciência Negra ---marcado originalmente para 20 de novembro--- para a quarta e quinta-feiras desta semana, medida tomada pela prefeitura de São Paulo, que também decretou ponto facultativo nesta sexta.

A decisão das autoridades de determinar seis dias de feriados e ponto facultativo visa elevar o índice de isolamento social para patamares superiores a 55%, apontado como especialistas como mínimo necessário para conter a disseminação do vírus e dar tempo ao sistema de saúde de se preparar para atender os infectados pelo Covid-19. O distanciamento considerado ideal é de 70%.

De acordo com o sistema de monitoramento do governo estadual, as taxas de isolamento social no Estado não ultrapassam os 50% em dias de semana e ficam abaixo de 55% aos fins de semana e feriados. A última vez que o índice superou os 55% foi em 3 de maio. Na quarta-feira, primeiro dia do feriado prolongado antecipado, a taxa ficou em 49%.

Segundo dados da Secretaria de Saúde paulista, o Estado tem 73,3% de ocupação dos leitos de UTI (unidade de terapia intensiva), número que sobe para 90,1% na região metropolitana da capital paulista. Autoridades de saúde afirmam que um patamar superior a 90% acende a luz amarela para a decretação de um lockdown.

Existem no Estado 73.739 casos confirmados de Covid-19, com 5.558 mortes causadas pela doença.

Na quarta-feira, Doria reiterou o apelo para que as pessoas que puderem permaneçam em casa, especialmente nos dias de feriado antecipado, e afirmou que está fazendo todo o possível para evitar a decretação de um lockdown, mas que a adoção da medida pode ser inevitável. O atual decreto de quarentena no Estado termina no dia 31 de maio.
Eduardo Simões
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.