UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
China importou menos soja, milho e trigo em maio  

25/06/2019 - As importações chinesas de soja totalizaram 7,36 milhões de toneladas em maio deste ano, recuo de 24% ante igual período do ano anterior, informou o Departamento de Alfândegas da China. No acumulado do ano, o país asiático importou 31,750 milhões de toneladas da oleaginosa.

Dentre os derivados da oleaginosa, a China adquiriu 50 mil toneladas de óleo de soja em maio deste ano, recuo de 7,4% em relação ao volume registrado em igual mês do ano passado. Nos primeiros cinco meses do ano, a importação da commodity totalizou 190 mil toneladas.

As importações chinesas de milho chegaram a 750 mil toneladas em maio, queda de 1,1% ante maio de 2018. No acumulado de 2019, o país importou 2,390 milhões de toneladas do cereal.

De trigo, os chineses importaram 210 mil toneladas em maio, volume 67,2% menor que o de igual mês do ano passado. Nos primeiros cinco meses do ano, as importações do cereal pelo país asiático totalizaram 1,450 milhão de toneladas.

No mercado de algodão, a China importou 180 mil toneladas em maio, avanço de 36,5% ante igual intervalo de 2018. A importação da fibra natural totalizou 1,020 milhão de toneladas entre janeiro e maio deste ano.

As aquisições de óleo de palma pela China atingiram 430 mil toneladas, volume 67% superior ao importado um ano antes. Nos primeiros cinco meses do ano, a importação da commodity atingiu 2,020 milhões de toneladas.

De lácteos, 233,8 mil toneladas foram importadas pela China em maio, 5% a menos que no mesmo período do ano anterior. Nos primeiros cinco meses de 2019, o país comprou 1,343 milhão de toneladas de produtos lácteos do mercado externo.

No mercado de açúcar, a China importou 380 mil toneladas em maio, 90,7% a mais que em igual mês do ano anterior. No acumulado do ano, as importações de adoçante pelo país asiático alcançaram 930 mil toneladas.

As aquisições de fertilizantes pelo país asiático também registraram alta. Em maio, a China importou 1,140 milhão de toneladas de fertilizantes, volume 43% maior que o comprado em igual mês do ano passado. De janeiro a maio de 2019, o país importou 5,790 milhões de toneladas.

Fonte: Estadão Conteúdo
Texto extraído da revista Globo Rural
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
23/10/19 - Grãos/Paraná: Deral reafirma safra de soja 2019/20 levemente maior; área com milho é 6% menor
  - Deral indica que milho verão já está 88% plantado no Paraná
  - Arrendamento faz custo de produção do milho subir no MT
  - Unem projeta crescimento do etanol de milho no Brasil para ir de 5 até 20% da participação no
  biocombustível nacional
  - Milho: quarta-feira começa com poucas movimentações na Bolsa de Chicago
  - Plantio da safra 2019/20 de soja no MS avança para 12,4% da área
  - Soja: Chicago mantém estabilidade nesta 4ª e ainda aguarda novas notícias
  - Plantio da soja no Maranhão avança conforme o esperado e Aprosoja projeta aumento na produtividade
  - Soja/Famasul: plantio atinge 12,4% da área em Mato Grosso do Sul; 28% foram comercializados
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
China importou menos soja, milho e trigo em maio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: