Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Clima exige cautela nas avaliações de safra deste ano  

11/01/2019 - Cautela. Essa será a palavra-chave para qualquer avaliação da safra de soja neste ano. A recomendação é de André Pessôa, diretor da Agroconsult.

E os primeiros números da safra já começam a indicar a dificuldade que o setor terá para avaliar a produção da oleaginosa.

Problemas climáticos em áreas do Paraná, de Mato Grosso do Sul e de São Paulo já provocaram as primeiras perdas de produção.

Uma safra projetada, no final de novembro do ano passado, em 122,8 milhões deverá ficar em 117,6 milhões, conforme estimativas divulgadas nesta quinta-feira (10) pela Agroconsult.

"A safra recorde do ano passado não deverá ser atingida neste ano. O viés é de baixa", diz Pessôa. Até a metade da safra não será possível ver o tamanho da encrenca, afirma.

As lavouras mais prejudicadas foram as de ciclo precoce. Já as de ciclo médio estão bem.

Dois problemas trazem preocupação, segundo o diretor da Agroconsult. Um deles é a possibilidade de chuvas em fevereiro.

No próximo mês, serão colhidos 50 milhões de toneladas de soja, bem acima dos 30 milhões de igual período de 2018.

Outra preocupação é com o peso do grão. Só quando for possível essa avaliação é que se terá uma visão mais confiável da safra.

Pessôa, coordenador do Rally da Safra, uma expedição que avalia anualmente o desenrolar da safra no país, acredita que o período do evento será importante para essa definição.

O plantio de soja ocupou uma área de 36,2 milhões de hectares, 3% mais do que no ano passado. Se a produtividade se mantiver em 54 sacas por hectare, a safra ficará nos 117,6 milhões de toneladas.

O diretor da Agroconsult estima que as exportações, após terem atingido 84 milhões em 2018, fiquem em 73 milhões neste ano.

Pessôa, assim como vários analistas e tradings, quer saber de onde veio tanta soja para o Brasil exportar em 2018.

As contas de produção, de consumo e de exportação do ano passado não fecham. Em algum momento do passado, a safra foi maior e os estoques também eram maiores, segundo o diretor.

O ano de 2019 será desafiador, na avaliação dele. Os prêmios de exportação voltam ao patamar normal, e o dólar tem valor menor. Isso vai refletir nos preços e na rentabilidade.

A Agroconsult fez, ainda, uma estimativa da safra de milho. A consultoria prevê produção de 95 milhões de toneladas, 68,6 milhões das quais virão da safrinha.

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) também divulgou estimativa de safra para 2018/19 nesta quinta-feira.

A produção de grãos sobe para 237 milhões de toneladas, 4% mais do que em 2018. A de soja, cuja previsão era de 120 milhões em dezembro, foi ajustada para 118,8 milhões pela Conab.

O órgão prevê uma produção total de 91,2 milhões de toneladas de milho e de 2,41 milhões de algodão em pluma.

As produções de arroz e de feijão caem 7% e 1%, respectivamente.

*Texto extraído da coluna Vaivém das Commodities.

Mauro Zafalon
Fonte: Folha de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/01/19 - Argentina: por conta das chuvas, aumenta porcentagem de soja regular a ruim na Zona Núcleo
  - Cooperativas do RS apostam em alta produtividade do milho
  - Plantio de milho chega a 89,3% na Argentina
  - Milho: Último dia da semana começa com preços em alta na Bolsa de Chicago
  - Soja estende ganhos da sessão anterior em Chicago e opera com leve alta nesta 6ª feira
  - Milho: Colheita da safra de verão no RS chega a 12% da área
17/01/19 - MS: Produção de soja cresce 46% nas últimas seis safras
  - 26% da safra de milho do Paraná não está em boas condições
  - RS tem alerta de chuva intensa e vento forte nesta quinta
  - Confira a previsão do tempo para esta quinta-feira (17) para todas as regiões do Brasil.
16/01/19 - Tempo: Instabilidades retornam para o Sul e PR, SC e RS tem alerta de tempestades nesta 4ª feira
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Clima exige cautela nas avaliações de safra deste ano
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/