Sábado, 15 de dezembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Juros passam a cair com dólar em meio a otimismo com Bolsonaro e fluxo  

09/10/2018 - Os juros futuros perderam força e caíam na manhã desta terça-feira, 9, sob pressão do dólar em meio a um mercado confiante na vitória de Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno da eleição presidencial. A moeda americana passou a cair, após subir nos primeiros negócios, pressionada por novos ingressos de capitais estrangeiros pela via financeira e comercial no mercado local.

Pesou ainda a inversão para baixo do rendimento dos Treasuries, num movimento de realização de ganhos recentes, apesar de declarações pela manhã do Presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Dallas, Robert Kaplan.

Ele afirmou que "não é fora do razoável" haver mais três elevações de juros nos Estados Unidos até junho do próximo ano. Sem direito a voto atualmente nas decisões de política monetária, Kaplan disse não haver dúvida de que pressões cíclicas sobre a inflação tem aumentado, o que propicia o aperto monetário gradual atualmente em andamento.

Os investidores domésticos seguem atentos aos desdobramentos da eleição presidencial. Estão no radar Pesquisa Datafolha, a primeira do segundo turno, que será divulgada na quarta-feira, além da realização do primeiro debate entre os presidenciais nesta quinta-feira, na tevê Bandeirantes.

Nos primeiros negócios, dólar subiu, puxando os juros junto, influenciado pelo avanço da moeda dos EUA no exterior frente a seus pares principais e divisas emergentes e ligadas a commodities em meio a expectativas de aceleração do ritmo do aperto monetário nos EUA.

Depois de iniciar a sessão em alta e subir à máxima de R$ 3,7921 (+0,76%), o dólar à vista virou durante a manhã e registrou mínima em R$ 3,7331 (-0,81%).

Às 10h17, o DI para janeiro de 2020 indicava a 7,79%, após bater em 7,91% na máxima mais cedo, ante 7,85% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2021 caía a 8,81%, de 8,95% na máxima, ante 8,89% no ajuste anterior. Já o DI para janeiro de 2023 recuava a 10,10%, ante máxima em 10,24%, após 10,14% no ajuste anterior.

Mais cedo, o IBGE informou que a produção industrial no País cresceu em 11 dos 15 locais pesquisados em agosto de 2018 ante agosto de 2017, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional. Os avanços mais expressivos ocorreram no Rio Grande do Sul (12,3%), Pernambuco (11,7%) e Pará (11,0%).

Também sem impacto nos negócios, a FGV anunciou que o Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) avançou em seis das sete capitais pesquisadas na primeira quadrissemana de outubro na comparação com o fechamento de setembro. Na primeira leitura deste mês, o IPC-S atingiu 0,53% depois de 0,45% no fim de setembro.

Além disso, o Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) recuou 3,3 pontos em setembro ante agosto, para 91,0 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Após sete meses consecutivos de quedas, o indicador atingiu o menor nível desde dezembro de 2016, quando estava em 90,0 pontos.

Silvana Rocha
Fonte: Estadão Conteúdo
Texto extraído portal Terra
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
14/12/18 - Brasil está pronto para eventual retirada de taxa chinesa à soja dos EUA, diz Maggi
  - Seis municípios concentravam 25% do PIB do Brasil em 2016
  - Juros passam a cair com desaceleração do dólar e leitura de Selic estável
  - Superávit da balança comercial em 2019 deve ser 38% maior que em 2018
  - Bolsas asiáticas fecham em baixa generalizada, após decepção com dados chineses
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Juros passam a cair com dólar em meio a otimismo com Bolsonaro e fluxo
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/