Terça-feira, 11 de dezembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Novo relatório climático do IPCC diz que ´mudanças sem precedentes´ são necessárias para limitar aquecimento a 1,5ºC  

08/10/2018 - Limitar o aumento médio da temperatura global a 1,5 grau Celsius exige "mudanças sem precedentes" em nível global, alerta o novo relatório apresentado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) neste domingo (7).

O documento afirma que restringir o "aquecimento global a 1,5 ºC", uma barreira que se acredita que pode ser superada entre 2030 e 2052, "exigiria mudanças rápidas, abrangentes e sem precedentes em todos os aspectos da sociedade", do consumo de energia ao planejamento urbano e territorial, com muito mais reduções de emissões de gases estufa.

O relatório, aprovado em Incheon, na Coreia do Sul, examina maneiras de limitar o aquecimento a 1,5ºC em vez de 2ºC, como estabelecido no Acordo Climático de Paris, e adverte que os efeitos para os ecossistemas e a vida no planeta será muito menos catastrófica se esta barreira mais ambiciosa for mantida.

A aprovação do relatório pela comunidade internacional veio apesar da resistência saudita. A reunião a portas fechadas do IPCC, que começou na segunda-feira em Incheon (Coreia do Sul), se estendeu um dia a mais que o previsto e, nas últimas horas, se concentrou em resolver a oposição de Riad, segundo relataram vários participantes.

No relatório, cujo resumo de 20 páginas foi aprovado por consenso, os cientistas descrevem com base em 6.000 estudos a grande diferença dos impactos entre um aumento de temperaturas de +1,5ºC e de +2ºC.

E eles listam as diferentes alternativas, que primeiro passam por uma redução maciça das emissões de gases de efeito estufa (atualmente fruto em três quartos dos combustíveis fósseis).


Oposição saudita

A Arábia Saudita, maior exportadora de petróleo do mundo, se opôs, segundo vários participantes, a um capítulo que lembra a insuficiência geral de compromissos de redução de emissões acordados em Paris para manter o aumento de temperatura a 1,5ºC.

Antes de "finalmente levantar o bloqueio", disse um observador que pediu anonimato.

No passado, Riad muitas vezes se opôs à ação da ONU contra o aquecimento global, seja em relatórios do IPCC ou em negociações para chegar a um acordo sobre reduções de emissões.

E embora no final de 2015 o reino tenha adotado o Acordo de Paris, que visa colocar o planeta "bem abaixo de 2°C", ele se opôs ao 1,5°C solicitado pelos Estados mais vulneráveis.

07/10/18
Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
11/12/18 - Grãos/Paraná: plantio de soja da safra 2018/19 é encerrado; desenvolvimento do milho avança
  - IBGE: safra 2019 será de 231,1 milhões de toneladas (+1,7% ante 2018)
  - IBGE: área colhida em 2019 será de 62,0 milhões de hectares (+1,9% ante 2018)
  - Casos de ferrugem asiática crescem mais de 300% na safra 2018/19
  - Confira a previsão do tempo para esta terça-feira (11) para todas as regiões do Brasil
10/12/18 - EUA e Arábia Saudita são os piores países na ação climática
  - Esfriamento do crescimento global deixa abertas feridas da crise de 2008
  - Confira a previsão do tempo para esta segunda-feira (10) para todas as regiões do Brasil
  - Falta de chuva ao sul do Brasil acende alerta para safra de soja
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Novo relatório climático do IPCC diz que ´mudanças sem precedentes´ são necessárias para limitar aquecimento a 1,5ºC
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/