Quarta-feira, 26 de setembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Soja: Chicago especula possibilidade de acordo de último minuto entre China e EUA e sobe quase 20 pts  

06/07/2018 - Em um dia que pode ser emblemático para o mercado global da soja, a volatilidade é a palavra-chave na Bolsa de Chicago no pregão desta sexta-feira, 6 de julho. Depois de um início de dia bastante estável, os preços da commodity voltaram a subir de forma bastante expressiva e, por volta de 11h30 (horário de Brasília), as altas se aproximavam dos 20 pontos entre os principais contratos. Com isso, o julho/18 já voltavam aos US$ 8,51 por bushel e o novembro/18 valia US$ 8,75.

Segundo explicam analistas, o mercado caiu muito nos últimos dias, se mostrou muito barato e os compradores voltaram a atuar, puxando parte desses ganhos. No entanto, os traders ainda sentem forte a possibilidade de que um acordo seja anunciado no último minuto antes da efetivação das tarifas por parte dos dois países.

As taxações deverão começar a valer a partir de 13h01 (horário de Brasília) e, como explica o analista de mercado Carlos Cogo, "há a expectativa de que os dois países ainda poderiam, na última hora, tirar seus times de campo. Há um otimismo sobre isso, mas tudo pode acontecer ainda hoje" e anunciar um acordo ou um adiamento e assim, neste momento, o mercado reflete isso.

Líderes chineses acusam o governo americano de dar início à maior guerra comercial da história. Ainda assim, Donald Trum elevou o tom sobre o assunto dizendo que o total taxado poderia chegar a US$ 500 milhões.

Os traders agora buscam estar bem posicionados para encarar os efeitos práticos desta disputa, uma vez que vieram precificando-os nos últimos meses. Somente em junho, a soja acumulou uma baixa de mais de 15% em Chicago.

Ainda segundo Cogo, o mercado teria ainda "sobreprecificado" essa guerra comercial, levando os preços a patamares muito baixos. "E tudo o que pe exagero precisa ser corrigido", explica, sinalizando a possibilidade de uma retomada - mesmo que leve - das cotações na medida em que as informações comecem a ser digeridas e os negócios, acomodados. "Teremos que avaliar os reflexos do sim ou do não".

Para Camilo Motter, o cenário se completa com um famoso movimento do mercado. "O mercado caiu demais no bato e agora está subindo no fato", diz. "Acredito que o mercado sobe nesse momento porque estava muito pressionado e, enfim, chegou a hora da verdade. A China esperou que os EUA dessem o primeiro tiro nesta guerra, por isso - apesar de fuso horário 12 horas a frente de Washington - eles esperaram os EUA executarem o primeiro movimento", completa.

Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
25/09/18 - Exportação de grãos da Ucrânia para China cai 40%, diz consultoria
  - Agribrasil vê importação de 1 mi t de soja dos EUA pelo país no ano; exportação em 80 mi t
  - Milho: De olho no andamento da colheita nos EUA, mercado permanece próximo da estabilidade em
  Chicago
  - Milho: USDA reporta a venda de 239,6 mil toneladas para o México
  - Milho/EUA: exportadores relatam vendas de 239,6 mil toneladas para o méxico
  - Após semana chuvosa, agricultores intensificam plantio de soja em MS
  - Umidade do solo beneficia lavoura do milho
  - Agribrasil vê importação de 1 mi t de soja dos EUA pelo país no ano; exportação em 80 mi t
  - CBOT: soja tende a abrir em alta; milho e trigo devem abrir em queda
  - USDA: Colheita evolui bem nos EUA e já está concluída em 14% na soja e 16% no milho
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Soja: Chicago especula possibilidade de acordo de último minuto entre China e EUA e sobe quase 20 pts
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/