Sábado, 21 de julho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Um ano após política da Petrobras, gasolina subiu mais nas refinarias que nas bombas  

06/07/2018 - Desde a adoção da nova política de preços pela Petrobras, o valor da gasolina e do diesel nas refinarias subiu percentualmente mais que o valor dos combustíveis nas bombas. A mudança na frequência de reajustes dos preços pela estatal completou um ano na terça-feira (3).

Segundo o Valor Online, em 1 ano, o preço da gasolina nas refinarias subiu 52,4%. Já o diesel teve alta de 49,9% no período. O objetivo da estatal ao reajustar os preços quase diariamente é acompanhar as cotações internacionais, influenciadas, entre outros fatores, pelo câmbio e pelo valor do barril do petróleo. O repasse ou não dos reajustes finais para o consumidor final depende dos postos.

Desde julho do ano passado (quando, além da mudança na política de preços da Petrobras, houve o anúncio do aumento de impostos sobre os combustíveis), o valor médio da gasolina nas bombas acumula alta perto de 28%. Já o diesel tem avanço próximo de 24%.

O cálculo foi feito pelo G1 com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). Segundo a agência, o preço médio por litro da gasolina terminou o mês de junho em R$ 4,498 e o do diesel, em R$ 3,389.

A Petrobras aponta que, considerando o preço da gasolina (e não a variação percentual), o aumento foi maior nas bombas do que nas refinarias. Segundo a empresa, no mesmo período em que a gasolina nas refinarias subiu R$ 0,56, o valor médio por litro nas bombas teve alta de R$ 0,99.

O valor médio da gasolina e do diesel nas bombas representa uma média calculada pela ANP, que verifica os preços em diversos municípios. Eles, portanto, podem variar de acordo com o local.

No primeiro semestre, o preço da gasolina nas bombas subiu quase 10%, enquanto o do diesel avançou 1,9%.

O aumento do preço da gasolina no acumulado do ano está bem acima da inflação esperada para 2018. O último boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central com as expectativas do mercado, apresenta estimativa de inflação de 4,38% considerando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).


Reajustes da Petrobras nesta semana

Nesta quarta-feira (4), a estatal elevou em 0,90% preço da gasolina comercializada nas refinarias. Com isso, o preço da gasolina A passará de R$ 1,9854 por litro hoje para R$ 2,0033 na quinta-feira (5). Na terça (3), a petroleira manteve inalterado o preço do combustível.

O preço do diesel segue em R$ 2,0316 por litro desde 1º de junho, quando a estatal reduziu em R$ 0,07 o preço. O compromisso foi originado da greve dos caminhoneiros, iniciada em 21 de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era redução no preço do diesel.

Em março deste ano, a empresa mudou sua forma de reajustes, e passou a divulgar preços do litro da gasolina e do diesel vendidos pela companhia nas refinarias — e não mais os percentuais de reajuste.

04/07/18
Karina Trevizan

Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/07/18 - Prévia da inflação desacelera em julho com folga em preços de alimentos
  - Setor de combustíveis vê aspectos positivos em decisão da ANP sobre preços
  - Preço médio da gasolina nas refinarias é mantido em R$ 1,9611
  - ANP descarta instituir frequência mínima de reajustes de combustíveis
  - ANP anuncia edital da Oferta Permanente de blocos e áreas de petróleo
  - Petróleo cai com ameaça comercial de Trump, mas Arábia Saudita limita perdas
  - Venezuela vende petróleo para a China e recebe arroz do Brasil
19/07/18 - Petrobras prevê iniciar operação de 4 novas plataformas entre outubro e dezembro, diz diretor
  - Postos do RS vão vender gasolina a R$ 2,50 em protesto
  - Diesel volta a subir apesar de subsídio
18/07/18 - Petrobras mantém o preço da gasolina nas refinarias
  - Produção da Petrobras em Campos acentua queda, tem menor nível em quase 17 anos
17/07/18 - Petrobras reduz gasolina nas refinarias pela 3ª vez após máxima desde maio
  - Produção de petróleo no país cai 1,5% em junho
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Um ano após política da Petrobras, gasolina subiu mais nas refinarias que nas bombas
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/