Sábado, 21 de julho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Dólar desacelera com payroll e IPCA, mas ata do Fed e ausência do BC apoiam alta  

06/07/2018 - O dólar desacelerou a alta ante o real após a divulgação do relatório de empregos dos Estados Unidos de junho, nesta manhã de sexta-feira, 6. Embora o país tenha criado mais vagas que o esperado, com 213 mil novos empregos no mês passado (ante previsão de 195 mil vagas), investidores reagem negativamente ao aumento da taxa de desemprego de 4%, acima da previsão de 3,8%, e também o avanço abaixo do previsto do salário médio por hora, de +0,19% em junho ante maio, enquanto a estimativa era de +0,30%. Há pouco, o dólar à vista subia 0,27%, aos R$ 3,9417. O dólar futuro de agosto avançava 0,22%, aos R$ 3,9515.

Antes da divulgação desses dados, a moeda americana chegou a registrar máxima, aos R$ 3,9516 (+0,54%), em meio à guerra comercial entre EUA e China e após a ata do Federal Reserve.

Nesta sexta já está em vigor a tarifa de 25% sobre importações pelos Estados Unidos de US$ 34 bilhões em produtos chineses, que teve resposta recíproca imediata por Pequim e imprime um viés de baixa ao dólar ante seus pares principais e algumas divisas emergentes no exterior, como dólar australiano e os pesos chileno e mexicano.

Na quinta-feira, a ata da reunião de junho do Federal Reserve indicou que os juros vão seguir em elevação na maior economia do mundo. Também relatou um certo desconforto entre dirigentes do Fed em relação à política comercial, a elevação do dólar nos mercados emergentes, incluindo o Brasil, e a possibilidade de a política fiscal não estar em um ritmo sustentável. Segundo a ata, desdobramentos no cenário político em alguns mercados emergentes, como o brasileiro, aumentam as preocupações com as "vulnerabilidades financeiras".

Além disso, o sinal positivo se sustenta ante o real nesta sexta-feira, com o dólar à vista perto dos R$ 3,950, em mais uma sessão - a décima seguida -, sem previsão de leilão extra de swap cambial do Banco Central nem oferta de linha com recompra. Está mantido apenas o leilão de rolagem do vencimento de swap de agosto, com oferta de até US$ 700 milhões.

O IPCA de junho de 1,26% ficou ainda levemente abaixo da mediana das projeções (+1,28%) e dentro do intervalo das estimativas dos analistas (1,02% a 1,37%), trazendo um viés de baixa aos juros futuros, e limitando de certa forma a valorização do dólar ante o real. A taxa acumulada pela inflação no ano foi de 2,60%. Em 12 meses, o IPCA acumulou alta de 4,39%, dentro das projeções dos analistas, que iam de 4,14% a 4,50%, e abaixo da mediana de 4,41%.

Às 9h52, o dólar à vista subia 0,35%, aos R$ 3,9441. O dólar futuro de agosto avançava 0,27%, aos R$ 3,9535.

Fonte; Estadão Conteúdo
Texto extraído da revista Isto É Dinheiro
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/07/18 - Dólar despenca e tem maior queda semanal em 5 meses, abaixo de R$3,80
  - Agronegócio é o setor mais impactado pelo tabelamento de fretes, diz Cepea
  - Comercialização da safra de soja na Argentina atinge 72% da produção estimada
  - Ibovespa sobe numa reação positiva à aliança do Centrão com Alckmin
  - Projeções de Longo Prazo Continuam Favoráveis ao Agro Brasileiro
  - Milho: Mercado inicia pregão desta 6ª feira em alta e estende ganhos dos últimos dias na CBOT
  - Com cenário externo e ´Centrão´, dólar recua mais de 2%, a R$ 3,75
  - GSA pede o fim de subsídios ao açúcar na Índia e no Paquistão
  - Soja tem mais um pregão estável na Bolsa de Chicago nesta 6ª feira com traders cautelosos
  - Estamos "prontos" a impor tarifa sobre todas as importações da China, diz Trump
  - Cenário político doméstico enfraquece o dólar
19/07/18 - Dólar segue exterior e sobe mais de 1% ante real
  - Petróleo opera em baixa, após alta nos estoques dos EUA e com dólar forte
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Dólar desacelera com payroll e IPCA, mas ata do Fed e ausência do BC apoiam alta
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/