Domingo, 24 de maro de 2019
:
banner
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Cana-de-acar Aumentar a letra    Diminuir a letra
Por acidente, estagiria descobre supercola feita com bagao de cana  

05/07/2018 - "Gente, est muito difcil tirar essa frmula dos equipamentos. Eu tento lavar, mas fica tudo grudado nas hlices". Foi assim que Naima Orra, na poca estagiria do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas, descobriu a frmula de uma cola atxica feita a partir de bagao de cana-de-acar e materiais descartados por empresas de celulose.

Depois de ouvir o relato de Orra, a pesquisadora do Laboratrio Nacional de Nanotecnologia Rubia Figueiredo Gouveia decidiu iniciar uma pesquisa especfica para aprimorar o estudo e criar uma nova cola. Um ms depois, as duas chegaram frmula final, patenteada no Brasil este ano. A cola sustentvel brasileira deve ser registrada no exterior em 2019 sob a autoria das duas pesquisadoras - Naima Orra, hoje, faz mestrado na Frana.

Caso a patente seja comercializada, metade do dinheiro arrecadado ser destinado ao fundo de inovao da organizao social CNPEM; os outros 50%, divididos entre as inventoras.

Alm de ter a mesma eficincia de outras colas j comercializadas atualmente, a nova frmula feita a partir da simples mistura de trs ingredientes: ltex, nanocelulose e lignina.

"Uma das vantagens que esses dois ltimos elementos so muitas vezes descartados em larga escala por indstrias de papel e refinarias de cana-de-acar. Reaproveitar o que seria descartado sustentvel e ainda deve baratear a produo", afirmou Rubia Gouveia em entrevista BBC News Brasil.

A pesquisadora afirma que a cola pode beneficiar uma cadeia de indstrias que usam o produto, como a automobilstica, de mveis, construo civil e brinquedos. Dos trs materiais usados em sua produo, o ltex deve ser o nico que ainda continuaria sendo extrado rvores, principalmente de seringueiras.

J a nanocelulose obtida em larga escala hoje no Brasil a partir de rvores de eucalipto. Para a produo da nova cola, porm, a substncia foi extrada do bagao de cana.

A lignina obtida a partir de um lquido chamado de "licor negro", comumente descartado em indstrias de papel, exceto as mais mordernas, que costumam usar a substncia para a produo de energia. Para iso, necesrio cozinhar a substncia com soda em alta temperatura e presso.


Produo em larga escala

Fabiano Rosso, gerente de pesquisa do Projeto Lignina da Suzano Papel e Celulose, a maior produtora de papis de imprimir e escrever da Amrica Latina, disse que, atualmente, uma frao de 3% da lignina produzida pela fbrica da empresa em Limeira, no interior de So Paulo, separada, purificada, modificada, transformada em uma resina e vendida para fbricas de madeira e MDF.

O nmero equivale a cerca de 20 mil toneladas. O restante queimado para virar vapor, alimentar uma turbina e produzir energia, que abastece a indstria e ainda gera um excedente que vendido. Caso as experincias demonstrem a viabilidade da supercola, boa parte da substncia produzida pela Suzano Papel e Celulose poderia ser utilizada para este fim.

A notcia de que uma cola pode ser produzida a partir de lignina animou Rosso. Para ele, o ideal seria diminuir a destinao do material produo de energia e us-lo para fabricar de materiais com valor agregado.

"Eu no conheo essa pesquisa, mas vou procurar saber e entender sua aplicao e o que os pesquisadores esto fazendo. Eu tenho interesse no s pela aplicao, mas tambm pela fabrio desse produto final. Eu vejo esse como um caminho bastante vivel para produzir em larga escala", afirmou Rosso.


Formaldedo

Alm de vantagens econmicas e ecolgicas, a cola sustentvel no usa solventes qumicos derivados do petrleo como a maior parte das colas usadas hoje industrialmente. O mais conhecido e prejudicial o formaldedo, classificado como cancergeno pela Organizao Mundial da Sade (OMS) em 1984 e que est presente na maior parte das colas industriais, inclusive as usadas por sapateiros e vidraceiros. O odor da substncia pode causar nuseas, dores de cabea e, em casos mais graves, at mesmo alucinaes e confuso mental. A cola sustentvel, por sua vez, atxica.

O uso do formaldedo foi proibido nas indstrias dos Estados Unidos e do Canad, as nicas que, ao lado da Sucia, tambm produzem lignina em larga escala.

Mas, de acordo com a pesquisadora Rubia Gouveia, a cola sustentvel no tem como foco apenas uso industrial, mas tambm comercial, domstico e escolar.

" possvel fazer modificaes para adequar seu uso em diferentes situaes. Desta forma, a cola poderia ser usada desde indstrias automobilsticas, mveis, de tecidos a at mesmo em escolas e escritrios", afirma Gouveia.

A cola demonstrou sua potncia adesiva em testes de trao feitos em laboratrio. Alm de colar papis e madeiras, a cola tambm mostrou um alto poder de aderncia em testes feitos com alumnio.

O prximo passo das pesquisadoras fazer adaptaes na frmula e testar a cola em altas e baixas temperaturas. Tambm ser feita uma adaptao para que ela possa colar vidros e beneficiar mais setores industriais.

04/07/18
Felipe Souza

Fonte: BBC Brasil.com
Notcias de outros veculos so oferecidas como mera prestao de servio
e no refletem necessariamente a viso da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notcias Relacionadas
22/03/19 - Bovespa fecha em queda de 3,1% e vai abaixo dos 94 mil pontos com cenrio poltico no radar
  - Dlar dispara 2,7%, maior alta desde maio de 2017, com receio sobre Previdncia e exterior
  - Conab avalia que aumento das exportaes de soja podem afetar mercado interno
  - Priso de Temer e reforma de militares afastam Bolsa dos 100 mil pontos
  - Brasil no abre mo de status de pas em desenvolvimento, diz diretor da OMC
21/03/19 - Copersucar v moagem de cana no CS em 2019/20 crescendo at 590 mi t
20/03/19 - Siamig leva projetos de expanso do setor sucroenergtico ao governo estadual
  - Variedade hiper precoce de cana-de-acar se destaca na regio de Avanhandava/SP
  - Job v moagem de cana at 1,4% menor em 2019/20 no CS, diz que chuva no ajudou
19/03/19 - Com maior renovao em anos, Razen v safra de cana 2019/20 at 5,5% maior
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
Por acidente, estagiria descobre supercola feita com bagao de cana
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/