Terça-feira, 19 de junho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Cana-de-açúcar Aumentar a letra    Diminuir a letra
CNA quer melhorar remuneração para produtores de cana  

14/06/2018 - A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) quer melhorar o preço pago ao produtor de cana-de-açúcar e, para isso, está desenvolvendo um índice de preço real em parceria com as federações de agricultura e pecuária e as entidades do setor. O assunto foi um dos temas da reunião da Comissão Nacional de Cana-de-Açúcar da CNA nesta quarta (13), em Brasília.

"É interesse da CNA trabalhar junto com as Federações e organizações para mostrar a grave discrepância nos preços pagos ao produtor. A CNA não quer substituir nenhum índice que já existe, mas apenas lançar um preço justo, transparente e de credibilidade tanto para o produtor quanto para o mercado", afirmou o presidente da Comissão, Ênio Fernandes.

O índice sugerido pela CNA está sendo elaborado por uma consultoria que presta serviços para a entidade no levantamento de custos de produção da cana. Atualmente, o preço pago ao produtor é baseado no Consecana, conselho formado por produtores e indústria, que deveria ter sido revisado em 2017.

"Os preços que são praticados hoje não refletem a realidade e estão inviabilizando as atividades do produtor", destacou Gustavo Rattes, vice-presidente da Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (Orplana). "O Consecana é um sistema justo, mas precisa de revisão devido à defasagem dos preços."

Outro item da pauta foi a venda direta do etanol das usinas para os postos. Hoje apenas as distribuidoras podem fazer essa transação.

"Existe hoje uma resolução da ANP que dá exclusividade para as distribuidoras. A CNA está discutindo para que a gente consiga a liberação para fazer a venda direta para os postos. Isso não substitui o distribuidor, apenas cria uma nova possibilidade de venda", explicou o assessor técnico da Comissão de Cana-de-Açúcar, Rogério Avellar.

Para o presidente da Federação de Plantadores de Cana-de-Açúcar do Brasil (Feplana), Alexandre Lima, ao vender diretamente para os postos, o consumidor final será o principal beneficiado. "Será um custo menor, que o consumidor sentirá no bolso na hora de abastecer e o etanol ficará mais competitivo em relação à gasolina."

Os membros da Comissão também trataram dos efeitos da greve dos caminhoneiros para o setor sucroenergético. Segundo Avellar, como a cultura da cana-de-açúcar precisa de maquinário para colheita, carregamento e transporte para as usinas e faltou diesel e outros insumos, o produtor colheu, mas as usinas não moeram.

"Como o produtor é remunerado pela qualidade da matéria-prima, com o atraso na colheita, haverá prejuízo tanto pela menor qualidade quanto pela menor oferta de cana na safra. Portanto, o fornecedor acabará recebendo menos pela sua produção e apenas quando o produtor fizer o balanço da safra, vamos saber o tamanho do prejuízo."

Fonte: CNA
Texto extraído do portal Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/06/18 - Bunge conversa com operadores para vender 300 mil t de açúcar bruto
  - Indústria cobra dos presidenciáveis compromisso com o RenovaBio
  - Perspectiva: tensão comercial entre EUA e China deve concentrar atenção na CBOT
  - Realidade e percepção
  - Alimentos aceleram no IGP-10 de junho, diz FGV
  - Presidente da UDOP analisa futuro da política energética no Brasil em evento com pré-candidatos à
  presidência
  - Não queremos que novo governo esqueça o Renovabio, diz presidente da Única
  - Copersucar vê safra menor no Brasil e perspectiva melhor para o mercado de açúcar
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
CNA quer melhorar remuneração para produtores de cana
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/