Terça-feira, 21 de agosto de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Soja se ajusta em Chicago e volta a operar em campo negativo na tarde desta 3ª feira  

15/05/2018 - Os preços da soja voltaram a recuar no pregão desta terça-feira (15) na Bolsa de Chicago, após iniciar o dia testando leves ganhos entre os principais contratos. Perto de 13h30h (horário de Brasília), as cotações recuavam entre 9,00 e 11,00 pontos, com o julho/18 sendo negociado a US$ 10,03 por bushel.

O mercado se ajusta após as tentativas de alta e os traders seguem acompanhando, principalmente, as negociações comerciais entre China e Estados Unidos - que iniciam uma nova rodada de conversas nesta terça-feira - e o desenvolvimento da nova safra norte-americana.

Segundo o boletim semanal de acompanhamento de safras divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no fim da tarde de ontem, mostrou que já há 35% da área semeada no país, contra 15% da semana anterior, 29% do ano passado e 26% da média dos últimos cinco anos. Para a oleaginosa, os traders esperavam algo entre 30% e 32%.

Como explica o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, o avanço dos trabalhos de campo acontece dentro da normalidade e isso acaba por ser um limitante para o avanço dos preços em Chicago.

Além disso, as condições de clima previstas para os próximos dias também seguem favorecendo o desenvolvimento da semeadura 2018/19 nas próxima semanas e o mercado também segue atento à essas informações.

Paralelamente, segue o acompanhamento das negociações entre China e Estados Unidos, que serão retomadas nesta terça. Um delegação chinesa liderada pelo vice-premier visita a Casa Branca para uma nova rodada de conversas sobre as relações comerciais entre os dois países.

Os traders especulam que ao menos as tarifas de US$ 50 bilhões sejam postergadas, não entrando em vigor no final deste mês como está previsto.

Ainda nesta terça, atenção aos números da NOPA (Associação Nacional dos Processadores de Oleaginosas dos EUA) sobre o esmagamento de soja em abril.


Soja x Dólar

As incertezas sobre as disputas comerciais entre chineses e americanos preocupa também no mercado financeiro, que reage com uma corrida dos investidores para o dólar nesta terça. O dólar index, no início da tarde de hoje, já apresentava uma alta de 0,52% para superar os 93 pontos.

No Brasil, a moeda subia, por volta de 12h20 (horário de Brasília), 1,22% e batia nos R$ 3,672, após já ter testado patamares bem próximos dos R$ 3,70 nesta terça-feira.

Para a formação dos preços no Brasil esse continua sendo mais um dos principais fatores, se não o mais importante, de atenção dos produtores. Os negócios têm se intensificado novamente nesta semana, justamente, em função de um bom momento do câmbio.

Em Paranaguá, nos melhores momentos, as referências já testam os R$ 88,00 por saca, a depender dos prazos de pagamento.

Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/08/18 - Grãos: veja o relatório semanal de inspeção de exportação do USDA
  - Soja: Demanda intensa e produção mundial no limite!
  - Milho: Com chuvas no Meio-Oeste, mercado volta a testar o lado negativo da tabela nesta 2ª na CBOT
  - CBOT: Mercado de grãos deve abrir com sinais distintos
  - Dólar sobe e vai a R$3,93 à espera pesquisas eleitorais
  - USDA: Embarques semanais de soja dos EUA passam de 600 mil t e ficam dentro das expectativas
  - Tabela do frete ameaça derrubar exportações de milho
  - Produção de grãos no Tocantins deve crescer 36% nos próximos 10 anos
  - Negociado abaixo de 10 centavos, açúcar tem mínima em 1 década com pressão do câmbio
  - Tempo quente e seco pode cortar rendimento do milho na Ucrânia, diz consultoria
  - Produtores de soja do MS lucram com o aumento do dólar
  - Soja: Cotações seguem em alta
  - Maioria das lavouras de soja nos EUA apresenta umidade adequada
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Soja se ajusta em Chicago e volta a operar em campo negativo na tarde desta 3ª feira
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/