Sbado, 23 de maro de 2019
:
banner
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Indstria j v nova `era da bioeconomia  

13/03/2018 - A criao da primeira poltica no Brasil que remunera a reduo das emisses de gases de efeito estufa, voltada para o segmento de transportes e batizada de RenovaBio, encarada por grupos da indstria como um abre-alas para novas polticas que cimentem o avano da "bioeconomia" no pas. O crescimento desse "segmento" tem potencial para gerar investimentos de centenas de bilhes der reais e mudar o status de culturas agrcolas do pas, na avaliao da Associao Brasileira Biotecnologia Industrial (ABBI), que rene companhias cujos processos envolvem produtos biolgicos.

O termo "bioeconomia" no novo, mas ainda vinha se mantendo margem das polticas pblicas. Recentemente, o assunto voltou pauta, medida que alguns pases passaram a anunciar metas para reduzir o uso de combustveis fsseis ou acabar com motores combusto.

Os defensores da bioeconomia se apresentam como substitutos das fontes fsseis na indstria, por utilizarem processos e insumos de origem biolgica e com alta tecnologia agregada. Os exemplos vo desde etanol celulsico no Brasil at sabo para roupas feito a partir de plantas.

Mas, para que a transio para uma bioeconomia no Brasil se concretize, preciso um amplo arsenal de polticas pblicas, que podem tomar o RenovaBio como ponto de partida, como afirma Bernardo Silva, presidente ABBI. "Precisamos de uma precificao do carbono para toda economia. Sem isso, a gente no consegue ser competitivo no curto, mdio e longo prazos", diz.

A empolgao com o RenovaBio - cujo decreto de regulamentao est prestes a ser anunciado pelo presidente Michel Temer - no significa que a indstria no tenha cautela. Para Silva, o atual momento de definio das metas de reduo de emisses para as distribuidoras essencial para determinar o grau de incentivo aos renovveis, j que a remunerao precisa compensar os custos com o investimento em inovao.

E, mesmo quando o RenovaBio j estiver formatado, a indstria avalia que ser preciso uma janela de um ou dois anos para que se possa "ampli-lo para bioqumicos", afirma Emerson Vasconcelos, presidente regional para a Amrica Latina da Novozymes e atual presidente do conselho da ABBI. "Mas seria uma adaptao relativamente rpida para outros setores da economia", acrescenta.

De acordo com o previsto no RenovaBio, os produtores de biocombustveis vendero certificados de biocombustveis (CBios) no mercado para que as distribuidoras cumpram suas metas de emisses. Os papis podero ser vendidos tambm por produtores de biodiesel, bioquerosene de aviao, biogs e biometano.

Aplicar inicialmente uma poltica de precificao do carbono para biocombustveis seria, dessa forma, tambm um primeiro fomento para o setor privado construir "biorrefinarias" - indstrias que podem utilizar uma ampla gama de biomassas para produzir biocombustvel e outros "bioprodutos", como aromas, fertilizantes, bioqumicos etc. Atualmente, s h uma biorrefinaria desse tipo no Brasil, em Brotas (SP), recentemente comprada pela DSM da Amirys.

A ABBI calcula que h potencial no pas para erguer 120 biorrefinarias, integrando produo de etanol de primeira e segunda gerao e de bioqumicos, nas prximas duas dcadas, o que demandaria investimentos de US$ 400 bilhes - com capacidade para agregar US$ 160 bilhes ao PIB do pas, considerando tambm os efeitos sobre a cadeia.

Um movimento dessa magnitude teria capacidade de alterar o "tabuleiro agrcola" do pas, aumentando a rea das culturas direcionadas para os bioprodutos, observa Vasconcelos. Atualmente, porm, ainda h biomassa nos solos para ser aproveitada e que ainda descartada. Estima-se que, s com a palha de cana no utilizada, poderiam ser produzidos 13 bilhes de litros de etanol ao ano, metade da produo atual.

Entretanto, tal expanso depende ainda de outros incentivos governamentais alm de um novo RenovaBio, como a criao de um mercado para os produtos da "bioeconomia" (como compras governamentais), reduo do custo de investimento para inovao, prazos mais longos para amortizar financiamentos de tecnologias recentes e a criao de uma estratgia especfica para "bioeconomia".

Camila Souza Ramos
Fonte: Valor Econmico
Texto extrado do blog Alfonsin
Notcias de outros veculos so oferecidas como mera prestao de servio
e no refletem necessariamente a viso da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notcias Relacionadas
22/03/19 - Bovespa fecha em queda de 3,1% e vai abaixo dos 94 mil pontos com cenrio poltico no radar
  - Dlar dispara 2,7%, maior alta desde maio de 2017, com receio sobre Previdncia e exterior
  - Conab avalia que aumento das exportaes de soja podem afetar mercado interno
  - Priso de Temer e reforma de militares afastam Bolsa dos 100 mil pontos
  - Brasil no abre mo de status de pas em desenvolvimento, diz diretor da OMC
11/03/19 - Biomassa do Setor Sucroenergtico responsvel por 82% da bioeletricidade ofertada no Brasil
20/02/19 - Governo mantm subsdio do agronegcio na energia
31/01/19 - Frana considera converso de usina de carvo a biomassa
17/01/19 - Amrica Latina e frica podem se beneficiar da produo de bioenergia da cana
14/01/19 - Pesquisa destaca potencial no aumento da produo de bioenergia de cana na Amrica Latina e frica
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
Indstria j v nova `era da bioeconomia
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/