Sábado, 20 de janeiro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Paraná inicia plantio de milho de 2ª safra em meio a chuvas em excesso  

09/01/2018 - Com os trabalhos afetados por chuvas em excesso, o Paraná deu início ao plantio do milho de segunda safra, colhido no inverno, informou nesta terça-feira o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Estado.

Foram semeados até o momento 4,48 mil hectares no Estado, o segundo maior produtor nacional de milho da chamada "safrinha". O município de Francisco Beltrão, no sudoeste paranaense, concentra o plantio, com 3,72 mil hectares, enquanto União da Vitória e Guarapuava também registraram atividades de campo.

"O plantio da segunda safra está se desenvolvendo muito devagar, principalmente por causa do clima, mas isso não preocupa ainda, porque o pico de plantio é entre 15 de janeiro e 15 de fevereiro", disse à Reuters o diretor do Deral, Francisco Simioni.

Nos últimos sete dias, choveu mais de 70 milímetros em algumas áreas do Paraná, como no centro-norte, segundo o Agriculture Weather Dashboard, do terminal Eikon da Thomson Reuters. Para os próximos sete dias, são esperados mais de 100 milímetros em partes do Estado.

O Paraná deverá cultivar 2,15 milhões de hectares de milho "safrinha" em 2017/18, queda de 11 por cento na comparação com 2016/17, segundo o Deral, em razão principalmente de preços menos atrativos para o cereal neste ano.

Como consequência direta da menor área, bem como da perspectiva de produtividades inferiores, a produção de segunda safra deverá totalizar 12,3 milhões de toneladas, recuo de 7 por cento na comparação anual.


Safra de verão


Em relação à soja e ao milho de primeira safra, o chamado milho "verão", culturas que estão 100 por cento plantadas, a colheita ainda não começou, de acordo com o monitoramento do Deral.

"No caso da soja, o produtor está com dificuldade de realizar o trato da lavoura, de fazer a aplicação dos fungicidas, por causa do clima chuvoso. Por enquanto não estamos tendo informações de perdas por causa disso, mas já há um olhar voltado para isso, há uma preocupação", comentou Simioni.

Na segunda-feira, especialistas ouvidos pela Reuters já haviam alertado sobre a possibilidade de desenvolvimento de doenças e de perdas de produtividade na soja país afora por causa das fortes chuvas e do tempo nublado.

Em 2017/18, o Paraná deverá colher 19,28 milhões de toneladas de soja em 5,45 milhões de hectares, queda de 3 por cento e alta de 4 por cento, respectivamente.

No caso do milho "verão", a expectativa é de recuo de 39 por cento na colheita, para 3 milhões de toneladas, em meio à menor área plantada da história no Estado, de apenas 335,67 mil hectares.

José Roberto Gomes com edição de Roberto Samora
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/01/18 - Arábia Saudita eleva exportação de refinados para compensar cortes em petróleo
  - Índice de investimentos de empresas caiu 0,7% de outubro para novembro, diz Ipea
  - Esqueça petróleo: Sauditas miram energia renovável na Am. Latina
  - Liquidações financeiras de energia nuclear e cotas somam R$ 839,5 mi, diz CCEE
  - Disponibilidade de turbinas de Itaipu chegou a 97,10% em 2017
  - Colheita do milho atinge 14% da área no Rio Grande do Sul
  - Confiança da indústria cresce pelo 6º mês e é a melhor desde abril de 2011
  - Taxas futuras de juros recuam com dólar
  - Dólar recua em meio à espera de votação no Senado dos EUA
  - Movimento do comércio sobe 1,5% em 2017, revela Boa Vista SCPC
  - Preço do gás para indústria e comércio já acumula alta de 34%
18/01/18 - Milho: Após ganhos recentes, mercado testa ligeiras desvalorizações na manhã desta 5ª feira em
  Chicago
17/01/18 - Milho/Scot: Preços de milho devem continuar pressionados com clima favorável à safra de verão
  - Milho: Após ganhos recentes, mercado inicia pregão desta 4ª feira próximo da estabilidade na Bolsa
  de Chicago
  - Mercado do milho mais frouxo no início de 2018
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Paraná inicia plantio de milho de 2ª safra em meio a chuvas em excesso
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/