Quinta-feira, 26 de abril de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Cana-de-açúcar Aumentar a letra    Diminuir a letra
Mesmo variedades de cana campeãs da Ridesa ainda têm potencial de melhoramento por até 10 gerações  

09/01/2018 - Cada geração de cana, 12/15 anos. De 15 a 20 variedades novas da rede interuniversitária chegarão ao mercado em 2018. Desafio atual, variedades cada vez melhores para solos fracos; desafio quase impossível, cana resistente à geada.

O coordenador de Melhoramento Genético da Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético (Ridesa), Hermann Hoffmann, conversou com o Notícias Agrícolas nesta segunda-feira (08) para traçar um panorama de como se encontram as pesquisas relacionadas às novas variedades de cana de açúcar, bem como outras questões relacionadas ao setor sucroenergético no Brasil.

Ele conta que a Ridesa deve manter a liderança dentre as novas variedades que estão indo para o campo na próxima safra. Variedades como a RB966928 e outras mais antigas continuam sendo plantadas, embora exista também um apelo grande nas pesquisas pela busca de novas variedades que ofereçam uma maior produtividade.

A tendência, assim, é que haja uma mudança no perfil de variedades daqui para a frente. A Ridesa congrega 10 centros de pesquisa de Universidades Federais. Todas as Universidades, em conjunto, possuem de 15 a 20 variedades para apresentar ao setor produtivo em 2018. Somente na Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), onde está localizado Hoffmann, são quatro variedades a serem distribuídas para as usinas e setores conveniados.

Essas variedades são tanto ecléticas, podendo ser plantadas em ambientes variados, quanto específicas, produzidas para um determinado ambiente. Ele conta que o melhoramento genético pode ter ganhos em até 10 gerações de cana de açúcar - o que resultaria em ganhos com o material já existente durante 70 a 100 anos.

O desafio de produção, neste momento, é uma variedade de cana resistente à geada. Os pesquisadores já conseguiram, contudo, ganhos expressivos de precocidade - há safras começando no mês de março devido ao potencial de acúmulo de sacarose das variedades mais precoces.

Essas novas variedades, focadas no aumento de produtividade, também vêm ao encontro dos objetivos a serem alcançados com o plano estabelecido no RenovaBio, do Governo Federal.

Em conjunto com diversas empresas, a Ridesa faz ações de introdução de materiais e experimentações, estando constantemente aberta para realizar novos contratos para que empresas produzam os materiais desenvolvidos.

Acompanhe a entrevista completa com o coordenador de Melhoramento Genético da Ridesa, Hermann Hoffmann, clicando aqui.

08/01/18
Giovanni Lorenzon e Izadora Pimenta

Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
25/04/18 - Dólar sobe com cena externa e chega a ir acima de R$3,50 pela 1ª vez em quase dois anos
  - Indústria mais antiga do mundo, agricultura pode também ser a mais nova
  - Brasil tem superávit de US$798 mi nas transações correntes em março, melhor que esperado
  - Bovespa cai com cautela política e exterior pesado
  - Tempo: Inmet alerta para previsão de muita chuva nesta 4ª e 5ª feira em estados do Nordeste
  - Colheita da safra de milho atinge 85% da área
  - Tempo seco interfere milho segunda safra no Paraná
  - Estresse hídrico pode prejudicar lavouras no centro-sul do BR
  - Plantio da safra de soja nos EUA atinge 2% da área
  - PIB do agronegócio de SP cai 3,8% em 2017
24/04/18 - PIB do agronegócio paulista recua 3,88% em 2017, para R$ 267,9 bilhões
  - PIB do Agronegócio de SP estimado pelo Cepea e Fiesp cai 3,8% em 2017
  - PIB do agronegócio de MG cai 6% em 2017
23/04/18 - Em 2017, PIB do agronegócio mineiro recua quase 6%
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Mesmo variedades de cana campeãs da Ridesa ainda têm potencial de melhoramento por até 10 gerações
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/